segunda-feira, junho 05, 2017

Mais de 10 brasileiros estão presos acusados de ligação com EI

Detido em 2016 por suspeita de tramar ato terrorista nas Olimpíadas do Rio, Isac Pinheiro dos Santos segue incomunicável


Mais de 10 brasileiros cumprem pena, no país, sob a suspeita de terem jurado lealdade ao Estado Islâmico. Um deles é Isac Pinheiro dos Santos, do Distrito Federal, detido há quase um ano, na Operação Hashtag, da Polícia Federal. A informação é que Santos e outros 14 homens foram detidos por planejar deflagrar um atentado terrorista nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

O suspeito de 29 anos passou nove meses na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS), incomunicável. Conforme o Correio Braziliense, ele só falou com a mãe duas vezes, via computador. Ninguém da família sabe one ele está, pois o caso tramita sob segredo de Justiça.
Dois suspeitos tiveram a prisão domiciliar concedida no final do ano passado. Há três semanas, oito dos acusados foram condenados pelo juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal de Curitiba. Isac, que depende de um defensor público, não foi condenado, mas teve a prisão prorrogada por mais 30 dias.
O caso foi enviado pela Justiça Federal para Anápolis (GO), região em que Isac morava com a mãe. Ele tem passagem anterior pela polícia. Aos 18 anos, foi condenado por tentativa de homicídio, porte ilegal de arma e corrupção de menor. Foi no Complexo Penitenciário da Papuda que Isac converteu-se ao islã, guiado por um tio.
Advogado nomeado pelo juiz federal para defender Isac, Constantino Lopes diz que não há prova contra o cliente. 
"O réu é só um seguidor do islã. É uma questão de opção religiosa”, destacou ao jornal.


Nenhum comentário:

Plantão de Notícias

Zero Hora

Últimas notícias

Carregando...